HOME

DICAS PARA MANTER A SAÚDE EM DIA

Amigo caminhoneiro, como vai a sua saúde?

Os riscos da estrada não estão só nos acidentes e assaltos, manter a saúde em dia e o corpo saudável é essencial para que você trabalhe mais e melhor. Separamos algumas dicas para você manter sua saúde 100%. Assim você estará sempre pronto para encarar a estrada com conforto e qualidade de vida.

Durma
A correria é grande, mas tente dormir entre 6 e 8 horas por noite. Assim, você descansa e reabastece as energias para mais um longo dia de trabalho.

Alongue
O alongamento ajuda a relaxar, ativa a circulação do sangue, reduz a tensão dos músculos e consequentemente as dores musculares. Sempre que fizer uma parada alongue as pernas, braços, pescoço e costas, sempre lentamente e na mesma duração de tempo para os dois lados do corpo.

Alimente-se
É importante abastecer o corpo com combustível de qualidade. Portanto mesmo na estrada, não abra mão de todas as refeições do dia! Café da manhã, almoço e jantar, somados a lanches leves nos intervalos das refeições.
Tenha sempre frutas no caminhão e coma pelo menos três por dia, entre as refeições.
– Prefira carnes magras, peixes e aves sem pele.
– Coma bastante salada crua antes dos pratos quentes. Elas contêm fibras, que são muito importantes para a saúde.
– Diminua o consumo de sal, açúcar, doces e refrigerantes.

Use protetor solar
Usar protetor solar é muito importante. Ele é imprescindível para diminuir os danos dos raios UVA e UVB na pele, que podem causar envelhecimento precoce, rugas, manchas e até câncer de pele.

Mantenha a postura
Não precisa dirigir de maneira desconfortável, pois ninguém merece isso! O importante é dirigir com uma postura adequada, com o assento bem ajustado e com as costas encostadas no banco. Depois de horas na estrada, a postura faz toda a diferença e previne dores musculares.

Avaliação de saúde:
Nenhum caminhoneiro quer passar um dia de folga na fila de hospital, mas procure fazer anualmente uma avaliação de sua saúde, verifique com seu médico se está tudo bem com você.

Compartilhar:

Scania fecha primeiro semestre com crescimento em todos os segmentos

Fabricante comercializou 2.275 caminhões e 249 chassis de ônibus, de janeiro a junho; R 440 permanece como o pesado mais emplacado do ano.

São Paulo, 18 de julho de 2017 – No ano em que completa 60 anos de Brasil, a Scania continua sua curva de ascensão no mercado de veículos comerciais. No primeiro semestre, no acumulado de janeiro a junho, a empresa vendeu 2.524 produtos, entre caminhões e ônibus. Em todas as categorias em que atua – caminhões semipesados e pesados, e ônibus urbanos e rodoviários – houve alta de vendas e de participação de mercado.

O caminhão R 440 se manteve na liderança da faixa de pesados. Segundo o ranking da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), foram emplacadas, de janeiro a junho deste ano, 1.043 unidades. O modelo foi o campeão de 2016 da lista da entidade, na mesma categoria.


“Num momento de forte queda do mercado, continuamos crescendo. Faz a diferença a estratégia de foco no varejo, regionalizar o trabalho da equipe e conquistar novos clientes. O segredo da marca é oferecer os produtos com o menor custo por quilômetro rodado e de maior economia de combustível”, afirma Roberto Barral, diretor-geral da Scania no Brasil. “Especificadamente, nos caminhões os grandes frotistas estão, aos poucos, voltando a comprar e temos uma posição fortalecida entre eles. Nos ônibus, estamos nos destacando no segmento de chassis rodoviários.”

Quatro caminhões dentre os 10 mais procurados

O ranking da Fenabrave, dos 10 veículos pesados mais emplacados, além do líder R 440 (13,7% de participação), ainda conta com mais três Scania: P 310 ( 290 unidades), G 440 (280), e R 480 (215). A marca permanece como única a ter quatro caminhões entre os 10 mais desejados.

De janeiro a junho, a Scania vendeu 2.275 unidades na faixa em que atua, acima de 16 toneladas, que abrange os caminhões semipesados e pesados. Um crescimento de 9,6% em comparação ao mesmo período de 2016 (2.076 unidades), num mercado que caiu 13,4%. A participação subiu de 13,7% para 17,4% (a maior crescente dentre os concorrentes). No segmento dos pesados, a marca vendeu 1.909 unidades. Alta de 8,2% em relação aos 1.764 modelos comercializados de janeiro a junho do ano passado. Enquanto que o mercado caiu 4,2%. A participação passou de 22,3% para 25,2% (maior evolução entre os competidores). Nos semipesados, as 366 unidades propiciaram um acréscimo de 17,3%, no comparativo com os 312 veículos de 2016, e foram na contramão da queda de 23,4% da categoria. A participação foi ampliada de 4,3% para 6,6%.

Nos ônibus, relevância nos rodoviários

A Scania fechou o acumulado de janeiro a junho com 84% de acréscimo de vendas no mercado em que atua, acima de 8 toneladas. Foram negociados 249 chassis. Já em 2016, no mesmo período, o montante chegou a 135. Enquanto que o setor caiu 16,8%. Nos rodoviários, os 204 chassis (132 em 2016) renderam uma alta de 54,5% e a vice-liderança da categoria. O mercado regrediu 17,4%. A participação da marca subiu de 16,2% para 30,3% (maior aumento dentre os concorrentes).

Nos urbanos, a Scania também registrou aumento de vendas e de participação de mercado. Neste primeiro semestre, já foram vendidos 45 chassis. “Estamos colhendo ótimos frutos em todo o país nos dois segmentos de ônibus, tanto nos rodoviários quanto nos urbanos. A confiabilidade e a economia dos nossos produtos vêm fazendo a diferença”, conclui Barral.

Compartilhar: