4 Dicas valiosas para aumentar o valor de revenda.

Seja na concessionária ou mesmo de terceiros, ninguém compra veículo pensando na revenda, não é mesmo?

Nós pensamos bastante para fazer a melhor escolha ao investir num veículo, visando obter o melhor desempenho possível na operação. Porém, é preciso contar com a revenda, seja em casos de crise ou ao desejar ampliar ou renovar a frota.

Na hora da compra, é importante levar em consideração fatores essenciais para seu negócio: economia, custo com manutenção e disponibilidade de peças, por exemplo.

Após adquirir o veículo, alguns itens garantem um valor de revenda maior, tais como:

1. Plano de manutenção e revisão na concessionária:

Ao fazê-lo, as concessionárias podem entregar um documento comprovando que a manutenção foi feita com mão de obra especializada e peças originais.

Dessa forma, tendo realizado serviços originais, direto na concessionária, o seu veículo será melhor avaliado.

programa de manutenção

2. Peças originais:

Elas garantem maior vida útil para o veículo, originalidade e aumentam seu valor de revenda. Afinal, todos sabemos que quanto menos itens originais o veículo tiver, menor será esse valor.

3. Boa condução:

Um motorista preparado conhece bem o seu veículo e o dirige de maneira mais econômica e responsável, fazendo com que seu rendimento e vida útil aumentem. Além de visar a conservação das peças e de cada mecanismo do veículo.

4. Marca:

Todos sabemos que a marca do veículo influencia diretamente no seu valor de revenda, devido à tradição e à qualidade do produto oferecido. Dessa forma, ao adquirir um veículo cuja marca é bem posicionada e reconhecida no mercado, adquire-se também um veículo com maior valor de revenda.

Além de aumentar o valor de revenda do seu veículo, essas dicas vão gerar um impacto na economia de combustível, na rentabilidade da operação e no rendimento e disponibilidade do veículo, melhorando seus custos operacionais e otimizando a produtividade do seu trabalho.

Para receber mais dicas como essa, basta fazer o download dos nossos materiais gratuitos.

Fonte: http://transporteeconomico.com.br

Compartilhar:

DICAS PARA MANTER A SAÚDE EM DIA

Amigo caminhoneiro, como vai a sua saúde?

Os riscos da estrada não estão só nos acidentes e assaltos, manter a saúde em dia e o corpo saudável é essencial para que você trabalhe mais e melhor. Separamos algumas dicas para você manter sua saúde 100%. Assim você estará sempre pronto para encarar a estrada com conforto e qualidade de vida.

Durma
A correria é grande, mas tente dormir entre 6 e 8 horas por noite. Assim, você descansa e reabastece as energias para mais um longo dia de trabalho.

Alongue
O alongamento ajuda a relaxar, ativa a circulação do sangue, reduz a tensão dos músculos e consequentemente as dores musculares. Sempre que fizer uma parada alongue as pernas, braços, pescoço e costas, sempre lentamente e na mesma duração de tempo para os dois lados do corpo.

Alimente-se
É importante abastecer o corpo com combustível de qualidade. Portanto mesmo na estrada, não abra mão de todas as refeições do dia! Café da manhã, almoço e jantar, somados a lanches leves nos intervalos das refeições.
Tenha sempre frutas no caminhão e coma pelo menos três por dia, entre as refeições.
– Prefira carnes magras, peixes e aves sem pele.
– Coma bastante salada crua antes dos pratos quentes. Elas contêm fibras, que são muito importantes para a saúde.
– Diminua o consumo de sal, açúcar, doces e refrigerantes.

Use protetor solar
Usar protetor solar é muito importante. Ele é imprescindível para diminuir os danos dos raios UVA e UVB na pele, que podem causar envelhecimento precoce, rugas, manchas e até câncer de pele.

Mantenha a postura
Não precisa dirigir de maneira desconfortável, pois ninguém merece isso! O importante é dirigir com uma postura adequada, com o assento bem ajustado e com as costas encostadas no banco. Depois de horas na estrada, a postura faz toda a diferença e previne dores musculares.

Avaliação de saúde:
Nenhum caminhoneiro quer passar um dia de folga na fila de hospital, mas procure fazer anualmente uma avaliação de sua saúde, verifique com seu médico se está tudo bem com você.

Compartilhar: